quinta-feira, 24 de abril de 2014

Purifique-se e seja cheio da alegria de Deus

“Apesar disso, o sólido alicerce colocado por Deus permanece, marcado pelo selo desta Palavra: "O Senhor conhece os que são seus". E ainda: "Afaste-se da injustiça todo aquele que pronuncia o nome do Senhor". Você quer ser firme e forte? Então, precisa saber que Deus o conhece e se relaciona com você.

Se Ele o conhece, algo d’Ele você também deverá conhecer. Sendo assim, experimente o Senhor na sua vida e afaste-se do mal e do pecado. Aquele que é de Deus não pode ser do pecado.

Você nunca terá firmeza, na sua vida, se tiver um pé em Deus e o outro no pecado, mas sim destruirá a sua vida por essa maneira indecisa de viver. Se você é de Deus, seja d’Ele de verdade e rompa com o pecado, para assim ter alegria e paz na sua vida.

A nossa alegria é um dom de Deus, e nós precisamos colaborar com Ele, como em tudo na vida; mas é d’Ele que vem essa graça. Ela brota da liberdade que vem com a verdade. É quando, por exemplo, passamos por um problema e, ao reconhecermos que ele faz mal para nossa vida, o entregamos nas mãos do Pai para que Ele nos liberte. Nessa hora, experimentamos a verdadeira alegria, porque Deus nos conhece intimamente. Ele sabe de todas as nossas necessidades, visita-nos todos os dias, por meio das pessoas, de um acontecimento, uma inspiração e uma boa sensação.

Muitas vezes, nós nos colocamos em oração para pedir ao Senhor que venha nos socorrer em nossas necessidades, mas Ele já conhece todas elas. Nós oramos e pedimos para tomarmos conhecimento de que precisamos d’Ele. Toda a força de que necessitamos vem por meio da oração e da experiência que fazemos com o Pai.

A Palavra diz que nós pertencemos a Deus, por isso devemos nos afastar do pecado e recorrer a Ele, contar com o Seu socorro. O Senhor nos conhece e sabe como nos ajudar; mesmo que estejamos tentados, Ele não permitirá que essa tentação seja maior que as nossas forças e nos dirá o que fazer para não sermos pegos por ela.

“Aquele que se purificar desses erros será vaso nobre, santificado, útil para o seu dono e preparado para toda boa obra. Fuja das paixões da juventude, siga a justiça e a fé, o amor e a paz com aqueles que invocam, de coração puro, o nome do Senhor. Evite questões bobas e não educativas. Você sabe que elas provocam brigas. Um servo do Senhor não deve ser briguento, mas manso para com todos, competente no ensino, paciente nas ofensas sofridas. É com suavidade que você deve educar os opositores, esperando que Deus dê a eles não só a conversão, para conhecerem a verdade, mas também o retorno ao bom senso, libertando-os do laço do diabo que os conservava presos para lhe fazer a vontade.”

Santificando-nos em Deus, consagrando nosso coração a Ele, nos afastaremos do mal e do pecado. Consagrar é tomar a decisão de que os seus pensamentos e afetos não serão mais usados para outra coisa, a não ser as coisas do Senhor. É não “cozinhar” no coração aqueles sentimentos ruins. E se eles já estiverem em você, fazer de tudo para tirá-los dali.

É por isso que o Senhor nos compara a um vaso. Dentro de um vaso nós colocamos várias coisas. Se colocarmos coisas boas, seremos puros, santos, cheios do óleo da alegria e do perfume de Cristo. Se colocarmos coisas ruins, estaremos entupidos pelo pecado e só espalharemos o mau odor que ele traz.

Nós somos chamados a ser alegres, mas para isso precisamos nos purificar das coisas más. Se quisermos ter a firmeza e a alegria que vem da verdade, a Palavra nos trará uma lista de coisas que devemos fazer.

Nós devemos fugir das paixões da juventude, buscar sempre a justiça, a fé, o amor e a paz com aqueles que invocam o nome do Senhor de coração puro. Devemos evitar as discussões tolas, ser mansos, pacientes e estar sempre prontos para ensinar.

Um bom conselho que São Francisco de Sales traz para quem é impetuoso e afoito é este: “O que você consegue fazer sem desentendimentos, faça; mas o que você não consegue fazer sem discussões, deixe para lá”.

As brigas nos enchem de ira, ciúmes, vinganças e inquietações; mas nós somos de Deus, fomos feitos para ser cheios das coisas d’Ele. Vamos rezar e pedir ao Senhor que tire do nosso coração tudo aquilo que não pertence a Ele.

“Senhor, tira de nós tudo o que não vem de Ti. Tira de nós a inquietação para reinar a paz; tira a tristeza para reinar a alegria, porque nós não queremos estar cheios de algo que não seja de Ti. Dá-nos essa graça, ó Deus.”


Márcio Mendes
Membro da Comunidade Canção Nova.


Transcrição e adaptação: Débora Ferreira
http://clube.cancaonova.com/materia_.php?id=14244

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: Todo comentário no Blog passa por uma moderação para depois ser postado. Isso evita a ação de spammers que querem atrapalhar o bom funcionamento do blog.